Sugestões de leitura

O novo Direito Eleitoral brasileiro – Manual de Direito Eleitoral, editora Fórum – 2014

O Direito Eleitoral, como reflexo da sociedade, está em constante evolução legislativa e jurisprudencial. Tal evolução exige estudos que adentrem os temas mais relevantes para a democracia. Sob essa perspectiva, O novo Direito Eleitoral brasileiro – Manual de Direito Eleitoral reúne profissionais atuantes em Direito Eleitoral, das áreas de advocacia, magistratura, promotoria e docência, para passar, por meio de suas experiências e em uma linguagem objetiva, os principais conceitos e atualizações que formam o objeto de estudo do Direito Eleitoral contemporâneo.

 

Direito Eleitoral regulador – Manoel Carlos de Almeida Neto, editora Revista dos Tribunais – 2014

O livro Direito Eleitoral regulador é fruto de uma tese de doutorado que trata da função normativa da Justiça Eleitoral brasileira. A obra explica a evolução que levou ao Direito Eleitoral regulador e como a Justiça Eleitoral passou a exercer a função normativa e regulamentar do processo eleitoral. Destaca também a delimitação dos limites formais e materiais desse ramo do Direito Eleitoral, sem deixar de enfrentar a polêmica questão de usurpação de competência do Congresso Nacional pela Justiça Eleitoral. É um livro que demonstra a importância do poder normativo para a efetiva e célere realização das eleições, ressalvando os limites de competência expressos na legislação.


 

Cora Corujita

A Cora Corujita é a mascote da ação de incentivo à leitura da biblioteca do TSE. Seu objetivo é incentivar o gosto pela leitura literária. Ela estará sempre voando pela revista eletrônica com indicações de leitura e dicas para nossos pequenos leitores.

 

Obrigado a todos!– Isabel Minhós Martins e Bernardo Carvalho, editora Pirópolis – 2012

Ao longo das páginas ricamente ilustradas do livro, um garotinho vai descrevendo as coisas que aprendeu com várias pessoas. Reconhecendo que sempre é possível aprender, resolveu agradecer a todos que lhe ensinaram algo.


O acendedor de sonhos – Dorothée Piatek e Gwendal Blondelle, editora Companhia das Letrinhas – 2012

O acendedor de sonhos era um gigante tão grande, que andava curvado para não se encostar ao céu. Ele se empenhava para levar um pouco de luz à Terra, já que a noite havia se tornado eterna. Um dia, deparou-se com uma criança que procurava água para regar sua flor e decidiu ajudá-la.  Juntos, acabaram encontrando água e, a partir daí, aconteceu uma transformação. “A Terra é um presente valioso que temos de preservar [...]”.

Gestor Responsável: Escola Judiciária Eleitoral +