Tribunal Superior Eleitoral
Secretaria de Gestão da Informação
 Coordenadoria de Jurisprudência

 

 

RESOLUÇÃO Nº 22.098, DE 6 DE OUTUBRO DE 2005.

 

 

PROCESSO ADMINISTRATIVO. CONVOCAÇÃO. AUTORIDADE JUDICIÁRIA. ELEITOR. COMPOSIÇÃO. MESA RECEPTORA. ZONA ELEITORAL DIVERSA. IMPOSSIBILIDADE COMO REGRA. NECESSIDADE. PRÉVIA AUTORIZAÇÃO DO JUÍZO DA INSCRIÇÃO.

A convocação para os trabalhos eleitorais deve ser realizada, como regra, entre os eleitores pertencentes à zona eleitoral da autoridade judiciária convocadora, excepcionadas as situações de absoluta necessidade e mediante autorização do juízo da inscrição, ainda que se trate de eleitor voluntário.

A inobservância de tais pressupostos induz a nulidade da convocação, impedindo a imposição de multa pela Justiça Eleitoral.

 

Vistos, etc.

Resolvem os ministros do Tribunal Superior Eleitoral, por unanimidade, responder à indagação, nos termos do voto do relator, que fica fazendo parte integrante desta decisão.

Sala de Sessões do Tribunal Superior Eleitoral.

 

Brasília, 6 de outubro de 2005.

 

Ministro GILMAR MENDES, vice-presidente no exercício da Presidência

 

Ministro HUMBERTO GOMES DE BARROS, relator

 

Este texto não substitui o publicado no DJ-Diário da Justiça,seção 1,  nº 204, de 24.10.2005, p. 89.

Este texto não substitui o publicado na RJTSE - Revista de Jurisprudência do TSE, v. 16, tomo  4,out./dez. 2005,  p. 442-444

 

Relatório e voto