Gestão da qualidade

O (TSE) busca a adoção de modernas técnicas gerenciais, com o objetivo de cumprir seu papel enquanto órgão do poder judiciário brasileiro de maneira efetiva, transparente e econômica. Nesse sentido, foi estrategicamente implantado um Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ) aderente aos requisitos da norma NBR ISO 9001:2008.

Concebida a partir da Portaria n.º 331, de 20 de agosto de 2004, a Gestão da Qualidade no TSE visa, dentre outros objetivos, agregar celeridade aos serviços, obter a satisfação dos clientes, eliminar desperdícios, racionalizar procedimentos, desenvolver equipes, valorizar servidores e melhorar condições de trabalho, além de ser importante instrumento de apoio à tomada de decisão, implementação de melhorias de desempenho e de planejamento de gestão.

Política da Qualidade

"Administrar as eleições com transparência e segurança no processo eleitoral; prestar jurisdição célere e eficaz; promover a melhoria continua dos serviços, fortalecendo a democracia no País." (Instituída pela Portaria nº 173, de 26 de março de 2014).

Atualmente, as seguintes atividades abaixo estão inseridas no Sistema de Gestão da Qualidade do TSE:

Atividades inseridas no Sistema de Gestão de Qualidade
Escopo Situação Unidades do TSE envolvidas
Escopo 2 - Gerenciamento da entrada de documentos no TSE Implantado e certificado pela ISO 9001:2008 desde 2011 (validade do certificado atual: Setembro de 2014) Coordenadoria de Protocolo, Expedição e Arquivo – Secretaria de Gestão da Informação
Escopo 3 - Realização de atendimento em primeiro nível ao cliente de tecnologia da informação Implantado e certificado pela ISO 9001:2008 desde 2008 (validade do certificado atual: Setembro de 2014) Coordenadoria de Infraestrutura – Secretaria de Tecnologia da Informação
Escopo 4 - Atendimento ao usuário da biblioteca nos serviços de empréstimo e pesquisa de material bibliográfico Implantado e certificado pela ISO 9001:2008 desde 2011 (validade do certificado atual: Outubro de 2014) Coordenadoria de Biblioteca – Secretaria de Gestão da Informação
Escopo 5 - Atendimento ao eleitor no TSE Implantado e certificado pela ISO 9001:2008 desde 2012 (validade do certificado atual: Abril de 2015) Secretaria do Tribunal – Assessoria de Informações ao Cidadão

 

 

A gestão da qualidade se baseia em oito princípios básicos que conduzem a organização ao seu melhor desempenho. São eles:

  • Foco no cliente: organizações dependem de seus clientes, e, portanto, é recomendável que atendam às necessidades atuais e futuras do cliente, os seus requisitos e procurem exceder as suas expectativas.
  • Liderança: líderes estabelecem a unidade de propósito e o rumo da organização. Convém que eles criem e mantenham um ambiente interno, no qual as pessoas possam estar totalmente envolvidas no propósito de atingir os objetivos da organização.
  • Envolvimento de pessoas: pessoas de todos os níveis são a essência de uma organização, e seu total envolvimento possibilita que as suas habilidades sejam usadas para o benefício da organização.
  • Abordagem de processo: um resultado desejado é alcançado mais eficientemente quando as atividades e os recursos relacionados são gerenciados como um processo.
  • Abordagem sistêmica para a gestão: identificar, entender e gerenciar os processos inter-relacionados como um sistema contribui para a eficácia e eficiência da organização no sentido de esta atingir os seus objetivos.
  • Melhoria contínua: convém que a melhoria contínua do desempenho global da organização seja seu objetivo permanente.
  • Abordagem factual para tomada de decisão: decisões eficazes são baseadas na análise de dados e informações.
  • Benefícios mútuos nas relações com os fornecedores: uma organização e seus fornecedores são interdependentes, e uma relação de benefícios mútuos aumenta a capacidade de ambos de agregar valor.

A gestão da qualidade, se bem aplicada, propicia uma série de benefícios às organizações. Citamos abaixo os principais benefícios identificados nas unidades do TSE que possuem o SGQ implantado:

  • Integração das unidades do TSE;
  • Aumento da produtividade, eficiência e eficácia;
  • Aumento da capacidade de administração e de controle dos processos;
  • Tratamento sistemático das não-conformidades nos processos de trabalho;
  • Transparência dos processos internos;
  • Definição de indicadores para mensuração e controle de metas estratégicas para a instituição;
  • Aumento da credibilidade institucional, por meio do reconhecimento nacional e internacional de suas atribuições;
  • Credibilidade no investimento de recursos;
  • Satisfação das necessidades dos clientes;
  • Redução dos desperdícios;
  • Economia de tempo e custos;
  • Formação adequada dos servidores.

Manual da Qualidade: Define as linhas gerais e alguns procedimentos do Sistema de Gestão da Qualidade. Descreve ainda como o TSE atende aos requisitos da NBR ISO 9001:2008 ou referencia os demais documentos que o fazem.

Acesse o manual da qualidade versão 3.1 (formato PDF)