TSE pede rigor nas investigações de explosão de caixas eletrônicos no TRE-PR

Presidente do TSE repudia explosão de caixas eletrônicos no TRE-PR e pede rigor nas investigações

Explosão de caixas eletrônicos no TRE-PR

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, repudiou o ataque ocorrido nesta madrugada, na sede do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), em Curitiba, onde ladrões explodiram três caixas eletrônicos. As explosões danificaram vidros e parte do teto do local, que desabou. Não houve danos a documentos do tribunal ou a urnas eletrônicas. O caso está sendo tratado como simples roubo, na medida em que foi afastada qualquer possibilidade de se tratar de crime com conotação política ou contra a Justiça Eleitoral como instituição.

O ministro Gilmar Mendes pedirá empenho das autoridades paranaenses para identificar os responsáveis pelo crime e prestou todo o apoio ao presidente do TRE-PR, desembargador Luiz Fernando Tomasi Keppen. Segundo informações preliminares da polícia, pelo menos quatro homens armados renderam o vigia do Tribunal, colocaram os explosivos e fugiram levando o dinheiro das máquinas, cujo valor ainda não foi divulgado. Ninguém ficou ferido.

 

 

Para o ministro Gilmar Mendes, é muito grave que ações criminosas atentem contra as instituições, por isso fatos como esse merecem todo o repúdio da sociedade e rigor excessivo das autoridades na sua elucidação. No Rio Grande do Norte, em julho deste ano, o TRE-RN decidiu retirar caixas eletrônicos de sua sede depois dos ataques aos fóruns eleitorais de Natal e Parnamirim, alvo de disparos durante a madrugada. Os incidentes fizeram parte da onda de ataques ocorridos no estado em retaliação às medidas de segurança adotadas em penitenciárias, como bloqueio de sinal de celular e transferência de líderes de organizações criminosas do Nordeste.

VP/CM

Últimas notícias postadas

Recentes