Painel 3

Após a vitória de Júlio Prestes, denúncias de fraude eleitoral mobilizaram opositores do candidato paulista. A Aliança Liberal recusou-se a aceitar o resultado da eleição. A posse do presidente eleito se aproximava, assim como aumentavam as tensões políticas. Em 26 de julho, o candidato a vice-presidente na chapa de Vargas, João Pessoa, foi assassinado. Mesmo a morte não estando ligada à sucessão presidencial, o fato foi o suficiente para mobilizar setores importantes da sociedade (Forças Armadas, principalmente) contra a posse de Júlio Prestes. Em 24 de outubro de 1930, um movimento armado derrubou o governo do Presidente Washington Luís, e representantes do Exército e da Marinha tomaram o poder. Pouco depois, em 3 de novembro, Getulio Vargas – candidato derrotado na eleição e principal articulador político da Aliança Liberal – assumiu a chefia do governo provisório.

Capa do jornal Correio da Manhã
Cartão-postal com desenho alegórico
Tropas armadas da Revolução de 1930
Militares da “Coluna Cristiano Machado”
Incêndio na sede do jornal A Noite
Revolucionários de 1930
icone mapa
Setor de Administração Federal Sul (SAFS)
Quadra 7, Lotes 1/2, Brasília/DF - 70070-600,
Tribunal Superior EleitoralTel.:(61) 3030-7000
Icone horário de funcionamento dos <br /> protocolos

Horário de funcionamento dos
protocolos  administrativo e judiciário: segunda a sexta, das 11h às 19h

Horário de funcionamento de outros serviços e mais informações

Acesso rápido