Minuto da Checagem mostra ao internauta a importância de verificar informações antes de compartilhá-las

Programa já conta com seis vídeos de um minuto, disponíveis no canal oficial da Justiça Eleitoral no YouTube

Material será veiculado, uma vez por mês, no canal da Corte Eleitoral no YouTube, com objetivo de mostrar ao eleitor a importância de checar as informações antes de compartilhá-las

Em sua sexta edição, o programa Minuto da Checagem segue informando o internauta sobre a importância de verificar a veracidade de conteúdos recebidos ou acessados em redes sociais, aplicativos de celular e sites, antes de compartilhá-los. O último vídeo da série, publicado em março, traz como tema o novo coronavírus, e alerta que, em época de pandemia, é necessário ficar atento para não acreditar em notícias falsas. 

Produzido pela Assessoria de Comunicação do Tribunal Superior Eleitoral (Ascom/TSE), o programa tem duração aproximada de um minuto e é veiculado uma vez por mês no canal oficial da Justiça Eleitoral no YouTube e também no intervalo da programação da TV Justiça e das demais 500 emissoras parceiras que retransmitem o conteúdo audiovisual da Ascom.

O Minuto da Checagem é mais uma ação do TSE para combater a desinformação no âmbito do processo eleitoral brasileiro, que foi um dos grandes problemas enfrentados pelo Tribunal durante as Eleições Gerais de 2018, na medida em que levantou suspeições em relação à segurança do processo eleitoral e da urna eletrônica.

Todas as edições

A primeira edição do programa explica que a desinformação pode vir de todos os lados, até mesmo de um familiar. Por isso, é importante ficar com o radar ligado e sempre checar a veracidade de conteúdos recebidos por aplicativos de celular e redes sociais, bem como de notícias veiculadas pela internet, antes de compartilhá-los. 

Na segunda edição, o programa fala sobre como os criadores de informações falsas utilizam manchetes apelativas para chamar a atenção e levar as pessoas a repassarem conteúdos antes de checá-los.

O terceiro vídeo destaca que algumas pessoas usam notícias antigas – que até podem ser verdadeiras – como se fossem novas. Fique atento para não espalhar informações desatualizadas.

O quarto vídeo do programa ressalta que é preciso desconfiar de notícias que parecem boas demais para ser verdade, e fala da necessidade de confirmar a veracidade das informações recebidas ou acessadas em redes sociais, aplicativos de celular e sites, antes de compartilhá-las. Com as redes sociais e aplicativos de troca de mensagens, qualquer notícia é facilmente disseminada.

O quinto vídeo do Minuto da Checagem explica o que é deepfake. A tecnologia utiliza a inteligência artificial para criar vídeos falsos que parecem verdadeiros. Assim, a deepfake pode ser considerada uma nova forma de desinformação.

O sexto programa explica que, em época de epidemia do novo coronavírus, é necessário ficar atento para não acreditar em notícias falsas. Seja prudente não só com a prevenção de doenças, mas também com a desinformação!

Assista à playlist completa.

IC/LC, DM



Últimas notícias postadas

Recentes