Missões de Observação: Transparência Eleitoral Brasil pede respeito ao resultado das urnas

Representantes da organização acompanharam o pleito em 15 estados, 54 cidades e 4 países

seriemissoesobservacaoeleitoral-10.11.2022

O relatório parcial sobre o segundo turno das Eleições 2022 divulgado pela Missão de Observação Eleitoral (MOE) da Transparência Eleitoral Brasil destaca que não foi verificada nenhuma inconsistência na totalização dos votos, conforme os dados dos Boletins de Urnas (BUs).

Segundo o documento, “este resultado deve ser respeitado pelas instituições, pelos atores políticos e pelos partidos políticos, uma vez que, em uma democracia, este reconhecimento é um dos pilares principais que elevam o valor da soberania popular”.

Os representantes da MOE da TE Brasil estiveram presentes em 15 estados, 54 cidades e quatro países. Eles acompanharam a votação em 653 seções eleitorais ao longo do dia 30 de outubro, em 76 seções no momento do fechamento da votação, em 57 locais de transmissão de dados e no TSE, quando da totalização dos votos.

A entidade permanece atuando na observação do processo eleitoral até a diplomação dos eleitos, para que, posteriormente, possa emitir o relatório final sobre as Eleições 2022.

Acesse o relatório parcial da TE Brasil sobre o 2º turno.

Desinformação

O documento informou que, entre os turnos das eleições, houve perceptível aumento no fluxo de desinformação, o que fez com que a Justiça Eleitoral tivesse de tomar providências inéditas para, ao menos, tentar controlar a situação.

“A TE Brasil chama a atenção para a responsabilidade das plataformas para que também sejam parte importante do enfrentamento à desinformação, pois se verifica que é somente por meio delas que será possível controlar situações já verificadas nas Eleições 2018 e que se repetiram em 2022, em alguns casos, com ainda mais contundência”, destaca o documento.

Votação no exterior

De acordo com os observadores que estiveram em quatro países, foram constatados alguns focos de aglomeração de apoiadores das candidaturas à Presidência em frente aos locais de votação em distintas cidades, mas que não atrapalharam o andamento do pleito. O encerramento de votação no exterior ocorreu no horário previsto, e a transmissão de resultados também foi acelerada pelo pleno funcionamento das urnas eletrônicas.

Organização e realização do pleito

A entidade observou que durante o pleito foram notadas filas, “mas que fluíam com rapidez”, o que não comprometeu a votação.  E ressaltou a presença do eleitorado, que se manteve na média, alcançando 20,91% de abstenção.

Relatório do 1º turno

A Missão da TE Brasil também apresentou relatório parcial referente ao primeiro turno das Eleições 2022. No documento, a instituição ressaltou que, naquela etapa do pleito, a “presença de observadores tanto nacionais quanto internacionais foi importante”. Os observadores ainda citaram a consolidação da atuação das MOEs, por meio da Resolução TSE nº 23.678/2021, que permitiu credenciar outras sete entidades observadoras nacionais para estas eleições.

A primeira experiência com missões internacionais foi em 2018, com a Organização dos Estados Americanos (OEA), que também atuou em 2020. Nesse ano, ainda foi realizado projeto-piloto para uma MOE nacional em cinco capitais do país: Belém, João Pessoa, Fortaleza, Belo Horizonte e Curitiba.

Acesse o relatório da TE Brasil sobre o 1º turno.

TP/LC, DM

icone mapa
Setor de Administração Federal Sul (SAFS)
Quadra 7, Lotes 1/2, Brasília/DF - 70095-901,
Tribunal Superior EleitoralTel.:(61) 3030-7000

Icone horário de funcionamento dos protocolos

Funcionamento dos protocolos administrativo e judiciário : segunda a sexta, das 11h às 19h. De acordo com a portaria 759, de 15 de agosto de 2022, aos sábados, domingos e feriados, compreendidos entre 15 de agosto e 19 de dezembro de 2022, as atividades do protocolo judiciário e administrativo do Tribunal Superior Eleitoral serão realizadas das 13 às 18 horas.

Horário de funcionamento de outros serviços e mais informações

Acesso rápido