Em última sessão antes do 2º turno, presidente do TSE pede eleições tranquilas e seguras

Moraes reafirmou a importância de todos escolherem seus candidatos com total liberdade e denunciarem o assédio eleitoral

Foto: Alejandro Zambrana/Secom/TSE - Sessão Plenária TSE - 27.10.2022

Ao encerrar a sessão de julgamentos desta quinta-feira (27), o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, convocou as brasileiras e os brasileiros aptos a votar a comparecerem às urnas com tranquilidade e segurança no próximo domingo (30). Neste segundo turno das Eleições 2022, haverá a escolha para presidente da República em todo o país e também eleição para governadores em 12 estados.

Moraes reafirmou a importância de todos fazerem suas escolhas com total liberdade, uma vez que ninguém pode ser coagido a votar em determinado candidato.

“Todos devem denunciar eventuais assédios, pois isso é crime e o momento do voto é inviolável”, destacou, ao lembrar que o Ministério Público realiza um grande trabalho de combate ao assédio eleitoral no pleito deste ano.

Ele agradeceu ainda aos ministros que integram o TSE, que trabalharam incessantemente para possibilitar as melhores condições para que eleitoras e eleitores possam votar.

Transporte público

O presidente do TSE lembrou que, no domingo, as 27 capitais dos estados brasileiros vão fornecer transporte gratuito, além de muitas outras cidades. A medida vai ao encontro da decisão do Tribunal nesta semana proibindo a redução do serviço público de transporte coletivo de passageiros no dia da votação e de outro julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF), que autorizou as prefeituras a liberarem o passe livre.

"Quanto mais transporte, mais comparecimento; quanto mais comparecimento, mais democracia", disse o ministro, ao lembrar que o voto de cada eleitora ou eleitor vai repercutir no futuro do país.

A ministra Cármen Lúcia também agradeceu o empenho de todos os juízes eleitorais e, especialmente, do presidente do TSE, que trabalha incessantemente para cumprir a missão de fazer com que a Justiça Eleitoral funcione.

“A circunstância de ter Vossa Excelência na presidência é um alento para nós e para toda a sociedade brasileira”, finalizou.

Em nome do MP Eleitoral, o vice-procurador-geral eleitoral Paulo Gonet lembrou que o órgão é “histórico parceiro da Justiça Eleitoral para a consecução de eleições limpas e justas e está preparado, em todo o Brasil, para fazer com que sejam respeitadas a lei e a vontade última do povo”. Nesse sentido, defendeu “eleições limpas, justas e pacíficas”.

CM/MM, DM

icone mapa
Setor de Administração Federal Sul (SAFS)
Quadra 7, Lotes 1/2, Brasília/DF - 70095-901,
Tribunal Superior EleitoralTel.:(61) 3030-7000

Icone horário de funcionamento dos protocolos

Funcionamento dos protocolos administrativo e judiciário : segunda a sexta, das 11h às 19h. 

Horário de funcionamento de outros serviços e mais informações

Acesso rápido