Outubro Rosa: TSE ilumina suas cúpulas em atenção à prevenção ao câncer de mama

Iluminação especial pode ser vista durante todo o mês

Fachada TSE Outubro Rosa.

Em homenagem ao mês de outubro, que marca a campanha de conscientização e prevenção ao câncer de mama e de colo de útero, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mais uma vez, ilumina de rosa suas cúpulas, no intuito de alertar as mulheres sobre a importância que o diagnóstico precoce tem na cura da doença.

Conhecido como Outubro Rosa, o movimento surgiu no Estados Unidos há 30 anos, por meio da famosa Corrida Pela Cura, organizada pela Fundação Susan G. Komen, em que centenas de laços cor-de-rosa foram distribuídos. Pouco depois, a ideia se multiplicou internacionalmente.

Ano após ano, uma série de ações são direcionadas à prevenção a esses cânceres, mostrando como um diagnóstico antecipado pode salvar até 95% de vidas femininas. No Brasil, o movimento existe desde o ano de 2002, tendo incorporado a conscientização do câncer de colo do útero em 2011.

Prevenção

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o primeiro passo para a realização de um diagnóstico precoce é a educação da mulher e dos profissionais de saúde. Os principais sinais e sintomas suspeitos de câncer de mama são: qualquer nódulo mamário em mulheres com mais de 50 anos; nódulo mamário em mulheres com mais de 30 anos, que persistem por mais de um ciclo menstrual; e aumento progressivo do tamanho da mama com a presença de sinais de edema. Todos esses sintomas devem ser investigados imediatamente.

O câncer de mama é o tipo de câncer que mais mata mulheres ao redor do planeta. No Brasil, é a segunda causa de todas as mortes femininas, ficando atrás somente de doenças no sistema respiratório.

Um dos principais motivos para os óbitos é a descoberta tardia da doença e a dificuldade no acesso a novas terapias e tratamentos. Por isso, a detecção precoce é um dos métodos mais eficazes para o diagnóstico e possibilidade de cura da doença.

Autocuidado

Para se cuidar, o primeiro passo é fazer essas perguntas a si mesma: Como tenho me alimentado? Tenho bebido água suficiente? Durmo bem? Fumo? Consumo bebida alcoólica em excesso? Quais são os fatores estressantes em minha vida? O que posso mudar? Como posso responder a eles de forma diferente? Tenho movimentado o meu corpo?

Além de se questionar e de realizar o autoexame com frequência, é essencial estar sempre em dia com os exames médicos.

MS/LC

Últimas notícias postadas

Recentes