Série Desvendando a Urna: o equipamento não é auditável?

Reportagens produzidas pela Comunicação do TSE trazem a explicação dessa e de outras informações falsas que circulam na internet

Desvendando a Urna 5 - 13.10.2020

É verdade que a urna eletrônica não é auditável? Não. Há no equipamento diversos recursos que possibilitam e fortalecem a possibilidade de auditagem. São eles: Registro Digital do Voto, log da urna eletrônica, auditorias pré e pós-eleição, auditoria dos códigos-fonte, lacração dos sistemas, tabela de correspondência, lacre físico das urnas, identificação biométrica do eleitor, auditoria da votação (votação paralela) e oficialização dos sistemas.

Além disso, os sistemas podem ser requisitados para análise e verificação, não somente no período de seis meses que antecedem o pleito, mas a qualquer tempo e pelo prazo necessário para se proceder a uma auditoria completa.

Série

O conteúdo da série "Desvendando a Urna” também pode ser conferido no Tik Tok e nas redes sociais do Tribunal.

Na próxima reportagem da série, confira a explicação sobre se é possível ou não recontar os votos da urna. A matéria vai ao ar nesta quinta-feira (29).

RC/LC, DM

Últimas notícias postadas

Recentes