Assessoria de Assuntos Internacionais do TSE participa de Missão de Observação Eleitoral na Guatemala

Eleições Gerais e para o Parlamento Centro-Americano foram realizadas neste domingo (16)

Eleições na Guatemala

O assessor-chefe de Assuntos Internacionais do Tribunal Superior Eleitoral (AIN/TSE), embaixador Raymundo Magno, e a assessora da AIN Fernanda Jannuzzi participaram da Missão de Observação da União Interamericana de Organizações Eleitorais (Uniore), que acompanhou, no último domingo (16), na Guatemala, a realização das Eleições Gerais do país e para o Parlamento Centro-Americano.

O convite para que o TSE integrasse a missão foi feito pelo Tribunal Supremo Eleitoral da Guatemala. Os servidores da Corte Eleitoral brasileira foram designados pela presidente do Tribunal, ministra Rosa Weber.

No pleito, os eleitores escolheram os novos presidente e vice-presidente, 160 deputados para o Congresso e 20 para o Parlamento Centro-Americano, além de prefeitos e vereadores. As futuras autoridades exercerão seus mandatos de 2020 a 2024.

Programação

Antes das eleições, nos dias 14 e 15 de junho, os assessores do TSE participaram de capacitação sobre as reformas da Lei Eleitoral e de Partidos Políticos aprovadas em 2016 e sobre o sistema eleitoral guatemalteco, bem como acerca de aspectos práticos para o dia da eleição. Os integrantes da Corte Eleitoral brasileira também se reuniram com representantes da sociedade civil e com diferentes equipes do Tribunal Supremo Eleitoral da Guatemala.

No domingo, dia do pleito, os 44 membros da Missão de Observação Eleitoral da Uniore foram designados para diversas rotas, de maneira a cumprir parte do território guatemalteco. Os representantes do Brasil observaram o processo eleitoral no Departamento de Sacatepéquez, nos seguintes municípios: Ciudad Vieja, San Miguel Duenas, Alotenango, San Antonio Aguas Calientes, San Juan Del Obispo e Antigua Guatemala.

GA/JB, com informações da Assessoria de Assuntos Internacionais (AIN)

Últimas notícias postadas

Recentes