Moraes garante que quem estiver na fila após 17h votará normalmente

Presidente do TSE concedeu entrevista coletiva neste domingo (30)

Foto: LR Moreira/Secom/TSE 1ª coletiva presidente do TSE em 30.10.2022

Em entrevista coletiva na tarde deste domingo (30), o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, lembrou que todos os eleitores que estiverem na fila das seções eleitorais mesmo após as 17h poderão exercer o direito ao voto normalmente.

“O encerramento oficial acontece às 17h, mas todos aqueles que ainda estiverem na fila após o horário [serão colocados] para dentro [da seção], ou seja, os que ainda estão na fila, votarão”.

Sobre as ações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) nas estradas, o ministro informou que “as operações realizadas foram, segundo o diretor da PRF - que veio até o Tribunal explicar essa questão-, realizadas com base no Código Brasileiro de Trânsito”. “E não impediram, em nenhum caso, os eleitores de chegarem às seções eleitorais. De qualquer forma, será apurado caso a caso o que ocorreu”, afirmou.

Moraes lembrou que a garantia de transporte público gratuito é garantia da cidadania para eleitores mais pobres. “A determinação do TSE foi no sentido de que não fossem realizadas ações que prejudicassem o transporte dos eleitores”, afirmou. Ele lembrou que, além da decisão do TSE, houve decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) no mesmo sentido.

O presidente do TSE também detalhou as decisões que assinou na manhã de hoje restringindo operações da PRF e divulgação de ações da Polícia Federal até o fim da votação.

“As duas limitações [foram necessárias] para evitar qualquer prejuízo ao pleito eleitoral e aos eleitores”, destacou, ao enfatizar que tem profundo respeito por todas as polícias. “Todas são órgãos do estado e não de governo”, ressaltou.

Dados

Moraes fez um balanço do andamento deste segundo turno das Eleições 2022 e informou que apenas 0,55% das urnas precisaram ser substituídas até as 16h, o que corresponde a 2.630 urnas do total de mais de 530 mil espalhadas pelo país. Ele destacou, ainda, que a votação já foi finalizada em 73 países.

Combate à desinformação

O combate à desinformação foi outro destaque que o ministro fez durante a coletiva de imprensa. Moraes afirmou que, com base na resolução do TSE que passou a permitir a retirada de publicações falsas, a Presidência do TSE  determinou, nas últimas 36 horas, às plataformas a retirada de 354 impulsionamentos de notícias falsas, desmonetização de sete sites, remoção de 701 urls a partir de 12 decisões judiciais, e suspensão de 15 perfis de grandes propagadores de fake news e 5 grupos do Telegam, que totalizavam 580 mil membros.

Todas as plataformas cumpriram as determinações em menos de 1 hora. “Nessa reta final das eleições, continuamos nos dedicando em diminuir a propagação de notícias fraudulentas”, declarou.

MM/JL/CM

icone mapa
Setor de Administração Federal Sul (SAFS)
Quadra 7, Lotes 1/2, Brasília/DF - 70095-901,
Tribunal Superior EleitoralTel.:(61) 3030-7000

Icone horário de funcionamento dos protocolos

Funcionamento dos protocolos administrativo e judiciário : segunda a sexta, das 11h às 19h. 

Horário de funcionamento de outros serviços e mais informações

Acesso rápido