Conheça os seis modelos de urnas eletrônicas das Eleições 2022

Serão 577.125 equipamentos preparados para receber os votos dos mais de 156 milhões de eleitores

Urna eletrônica modelo UE 2020 - TSE 2022

Nas Eleições Gerais de 2022, 156.454.011 brasileiras e brasileiros poderão escolher representantes de forma pacífica e democrática. Receber milhões de eleitoras e eleitores não é tarefa fácil, mas as urnas eletrônicas já estão preparadas para essa importante missão.

No pleito deste ano, entrarão em ação exatos 577.125 equipamentos de seis modelos distintos. A grande estrela é a urna eletrônica modelo 2020 (UE 2020), que será utilizada pela primeira vez no dia 2 de outubro, data do primeiro turno. Também estarão em funcionamento as urnas eletrônicas dos modelos UE 2015, UE 2013, UE 2011, UE 2010 e UE 2009.

Apesar de apresentarem algumas diferenças entre si, todas as versões da urna rodam com os mesmos programas, que foram integralmente desenvolvidos pela equipe da Secretaria de Tecnologia da Informação do Tribunal Superior Eleitoral (STI/TSE) e passaram por aprimoramentos feitos a partir de contribuições da sociedade.

Além de serem submetidos às investidas dos participantes do Teste Público de Segurança do Sistema Eletrônico de Votação (TPS), os softwares ainda são assinados digitalmente e lacrados em cerimônia pública realizada no edifício-sede do TSE, em Brasília (DF).

Saiba, abaixo, quantos e quais serão os modelos de urna usados nas Eleições 2022:

Urna eletrônica 2020

Em 2022, 224.999 urnas eletrônicas modelo 2020 estarão presentes nas seções eleitorais dos 26 estados e do Distrito Federal. A nova versão conta com tela colorida, processador 18 vezes mais rápido que a antecessora (UE 2015) e bateria projetada para durar por toda a vida útil do aparelho, o que exige um custo menor de conservação.

O teclado da urna foi otimizado e possui teclas com duplo fator de contato. A tecnologia permite que o próprio teclado possa indicar erro, em caso de mau contato ou tecla com curto-circuito intermitente.

Outra inovação está no terminal do mesário, que contém o leitor biométrico usado para identificar os eleitores. Agora, a tela é totalmente gráfica, com superfície sensível ao toque e sem teclado físico.

A cadeia de segurança do modelo 2020 – sistema responsável por assegurar que as urnas executem somente programas feitos e assinados digitalmente pelo TSE – foi reforçada por um hardware criptográfico certificado conforme normas expedidas pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), que é a Autoridade Certificadora Raiz da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil).

Modelos 2009, 2010, 2011, 2013 e 2015

1/ Galeria de imagens

Em outubro, também serão utilizadas urnas eletrônicas de modelos lançados anteriormente, que, apesar de não apresentarem todas as características da moderna UE 2020, rodam com os mesmos sistemas, mecanismos de segurança e recursos de acessibilidade voltados para pessoas com deficiência.

No total, serão 95.885 urnas do modelo 2015, 30.142 do modelo 2013 e outras 34.998 do modelo 2011. Ao adentrar a cabine de votação, a eleitora ou o eleitor ainda pode se deparar com uma das 117.817 urnas eletrônicas modelo 2010 ou um dos 73.284 equipamentos do modelo 2009.

Recursos de acessibilidade e alerta sonoro inconfundível

Todas as 577.125 urnas que serão usadas no pleito emitirão o “pilili”, alerta sonoro que indica o término da votação, e contarão com recursos de acessibilidade para garantir a plena inclusão de pessoas com deficiência.

A novidade é a apresentação de um intérprete de Libras na tela da urna para indicar às eleitoras e aos eleitores surdos quais cargos estão em votação no momento. Além do sistema Braille e da identificação da tecla “5” no teclado da urna, também são disponibilizados nas seções eleitorais fones de ouvido para que pessoas cegas ou com baixa visão recebam sinais sonoros com a indicação do número escolhido e o retorno do nome da candidata ou do candidato em voz sintetizada. Nas Eleições Gerais de 2022, a sintetização de voz ainda abrangerá os nomes dos suplentes e dos vices.

BA/LC, DM

icone mapa
Setor de Administração Federal Sul (SAFS)
Quadra 7, Lotes 1/2, Brasília/DF - 70095-901,
Tribunal Superior EleitoralTel.:(61) 3030-7000

Icone horário de funcionamento dos protocolos

Funcionamento dos protocolos administrativo e judiciário : segunda a sexta, das 11h às 19h. De acordo com a portaria 759, de 15 de agosto de 2022, aos sábados, domingos e feriados, compreendidos entre 15 de agosto e 19 de dezembro de 2022, as atividades do protocolo judiciário e administrativo do Tribunal Superior Eleitoral serão realizadas das 13 às 18 horas.

Horário de funcionamento de outros serviços e mais informações

Acesso rápido