Análise da AIJE 194358 será judicial, diz presidente do TSE

Análise da AIJE 194358 será judicial, diz presidente do TSE

AIJE- 194358

Em entrevista a jornalistas na manhã desta segunda-feira (29) em São Paulo, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, afirmou que o julgamento da Aije (Ação de Investigação Judicial Eleitoral) 194358 será uma análise jurídica e judicial. Sendo assim, ele afirmou que o tribunal não pode ser interpretado como instrumento para solução de crise política. 

O início do julgamento da Aije está marcado para o próximo dia 6 de junho, com as quatro sessões seguintes reservadas para o caso. O processo pede a cassação da chapa eleita para as Eleições 2014 para a Presidência da República.

O ministro Gilmar Mendes explicou que será um julgamento complexo porque o processo em si é complexo. “Só o relatório do ministro Herman Benjamin tem mais de mil páginas, o que exige de todos os ministros grande esforço”, disse o ministro.

“Há muita especulação na mídia sobre pedido de vista. Se houver pedido de vista é algo absolutamente normal. Ninguém fará combinação com este ou aquele intuito”, enfatizou o presidente.

O ministro Gilmar Mendes também destacou que o Brasil vive uma fase de transição após crises prolongadas e afirmou que “estamos caminhando para uma nova fase”.

Ele lembrou que no próximo ano o país comemora 30 anos da Constituição Federal de 1988, coincidindo com novas eleições gerais. “É tempo de fazermos um balanço e ver o que nós acertamos e também aquilo que nós erramos, para fazermos novos planos, buscarmos novos rumos”, disse ele.

O presidente do TSE cumpre agenda em São Paulo onde participou da conferência magna na Abramge (Associação Brasileira de Planos de Saúde). Ele falou sobre “o olhar do STF na saúde suplementar”.

CM/TC

Últimas notícias postadas

Recentes