Presidente do TSE lamenta novo recorde nacional de mortes em decorrência da Covid-19

Ao abrir a sessão de julgamento desta terça (6), ministro Barroso também prestou homenagem a colaboradores do Tribunal que foram vítimas da doença

Sessão do TSE por videoconferencia - 06.04.2021

Na abertura da sessão de julgamento desta terça-feira (6), o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, lamentou o novo recorde nacional de mortes diárias em decorrência da pandemia de Covid-19. Segundo o ministro, dados divulgados pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) apontaram que o agravamento da crise sanitária provocada pela doença vitimou 4.195 pessoas somente no dia de hoje.

Barroso também leu uma nota de pesar pelo falecimento recente – entre o final de março e o início de abril – de três colaboradores do Tribunal que foram acometidos pela enfermidade. Rosana Mendes Galvão era auxiliar de Saúde Bucal no TSE; Rogério Monteiro da Silva atuava como vigilante da equipe de Segurança; e Marcos Goulart de Souza pertencia à equipe da Seção de Monitoramento de Produção de Tecnologia da Informação do Tribunal.

“Às famílias de Rosana Mendes Galvão, Rogério Monteiro da Silva e Marcos Goulart de Souza: todos nós aqui do Tribunal Superior Eleitoral – ministros, assessores e colaboradores – mandamos a nossa mensagem de tristeza, pesar, carinho e consolo para todos”, disse o presidente do TSE.

O vice-presidente da Corte Eleitoral, ministro Edson Fachin, também manifestou seu pesar diante das “perdas trágicas” e se solidarizou com os familiares das vítimas da Covid-19. “Neste momento, a sensibilidade é fundamental, especialmente para quem exerce funções públicas no âmbito das instituições, que devem ser preservadas com a sua face humana”, ressaltou o magistrado.

BA/LC, DM

 

Últimas notícias postadas

Recentes