Adiado julgamento de processo que trata de sobras eleitorais

Presidente do TSE pediu vista de recurso e informou que STF vai começar a analisar o assunto

Foto: Alejandro Zambrana/Secom/TSE - Sessão plenária do TSE - 08.02.2024

Um pedido de vista apresentado pelo presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Alexandre de Moraes, suspendeu, nesta quinta-feira (8), o julgamento de recurso apresentado pelo Diretório Regional do Movimento Democrático Brasileiro (MDB) contra decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA), que julgou improcedente reclamação contra a totalização de votos proporcionais nas Eleições Gerais de 2022.

No processo, que tem como relator o ministro Ramos Tavares, o MDB busca obter mais uma vaga de deputado federal, por meio de vagas decorrentes das chamadas sobras eleitorais.

Em seu pedido de vista, o presidente do TSE ressaltou que o Supremo Tribunal Federal (STF) vai começar a julgar nesta quinta-feira (8) justamente três ações que tratam da distribuição das sobras eleitorais. “Daí a necessidade de aguardar a padronização após decisão da Suprema Corte”, informou o ministro.

MC/EM, DM

Processo relacionado: Agravo em Recurso Especial Eleitoral 0602802-65.2022.6.10.0000

icone mapa
Setor de Administração Federal Sul (SAFS)
Quadra 7, Lotes 1/2, Brasília/DF - 70095-901,
Tribunal Superior EleitoralTel.:(61) 3030-7000

Icone horário de funcionamento dos protocolos

Funcionamento dos protocolos administrativo e judiciário : segunda a sexta, das 11h às 19h. 

Horário de funcionamento de outros serviços e mais informações

Acesso rápido