TPS 2009: saiba o que aconteceu na primeira edição do Teste Público de Segurança

Investigadores tentaram violar sigilo do voto e introduzir arquivo adulterado na urna eletrônica

Retrospectiva TPS.

Desde 2009, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) convida a sociedade para tentar quebrar camadas de proteção do voto eletrônico. É o Teste Público de Segurança (TPS) do Sistema Eletrônico de Votação, evento que acontece preferencialmente em anos não eleitorais com o objetivo de tornar os hardwares e os softwares da urna mais seguros para a próxima eleição.

Saiba como a primeira edição do TPS, realizada de 10 a 13 de novembro de 2009, contribuiu para a evolução do sistema eleitoral brasileiro:

Achados

No TPS 2009, um dos investigadores tentou violar o sigilo do voto usando um aparelho de rádio para captar o sinal emitido pelo teclado da urna enquanto a eleitora ou o eleitor digita o número do candidato.

Veja vídeo no canal do TSE no YouTube.

Contudo, apenas uma tecla foi corretamente identificada pelo equipamento do especialista, que precisou ser posicionado a cinco centímetros da urna eletrônica, uma distância que tornaria o ataque inviável, uma vez que o coletor de votos fica isolado e sob vigilância durante todo o pleito.

Também houve a tentativa de modificar e introduzir um arquivo na mídia de votação usada nas seções eleitorais, mas os mecanismos de assinatura digital e criptografia da urna eletrônica não só detectaram como também rejeitaram o arquivo adulterado.

Evoluções

Nenhum dos planos de ataque foi bem-sucedido na intenção de mudar a destinação dos votos nem de violar o sigilo da votação. Além de mostrar a força dos mecanismos de criptografia e assinatura digital, a primeira edição do TPS também sinalizou uma oportunidade de melhoria. Para proteger a confidencialidade do voto, o TSE passou a cifrar a comunicação entre o teclado do eleitor e a placa-mãe da urna eletrônica.

Pioneirismo

Outros países como os Estados Unidos e a Suíça também têm versões do TPS. Para se ter ideia do pioneirismo brasileiro, as duas nações só começaram a organizar encontros com o intuito de testar seus sistemas eleitorais a partir de 2017 e 2019, respectivamente.

Para mais informações sobre o Teste Público de Segurança, acesse www.justicaeleitoral.jus.br/tps/.

Confira o edital e o calendário do Teste Público de Segurança.

BA/LC, DM

Últimas notícias postadas

Recentes