TSE apresenta a jornalistas o Centro de Divulgação das Eleições 2020

CDE contará com telão de 171m², que vai mostrar apuração dos votos em tempo real

Telão TSE - 30.10.2020

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) apresentou a jornalistas, nesta sexta-feira (6), o Centro de Divulgação das Eleições (CDE) 2020 e a estratégia de comunicação da Corte para o pleito deste ano. A estrutura do CDE foi montada no térreo do edifício-sede do Tribunal, em Brasília.

Veja o vídeo da TV TSE sobre a cobertura das Eleições 2020.

Os profissionais de imprensa que se credenciaram para o CDE 2020 poderão acompanhar, de forma transparente, a apuração dos votos no primeiro turno, a ser realizado no dia 15 de novembro, e no segundo turno, onde houver, no dia 29 de novembro.

A estrutura do CDE seguirá todos os protocolos de saúde em virtude da pandemia provocada pelo novo coronavírus. Com isso, busca-se preservar a segurança dos que trabalharão nas eleições, sejam servidores e colaboradores do TSE, sejam funcionários das empresas de comunicação.

Veja o vídeo da TV TSE sobre a estrutura do CDE 2020.

Coletivas

As entrevistas coletivas, que acontecerão no dia 15 de novembro, às 14h e às 20h, no auditório montado no térreo, serão transmitidas em tempo real pelo canal do TSE no YouTube e pelas redes sociais do Tribunal (Facebook, Twitter e Instagram). As coletivas serão concedidas pelo presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso.

Por medida de segurança sanitária, somente terão acesso físico ao auditório os funcionários do Tribunal. Isso, contudo, não será obstáculo ao trabalho dos jornalistas, que terão no CDE um espaço idêntico ao de uma redação, com toda a infraestrutura necessária.

E-mail específico

Para assegurar o completo trânsito das informações, como a emissão de boletins atualizados sobre o andamento da votação e as ações da Justiça Eleitoral, a Assessoria de Comunicação do Tribunal terá uma área no térreo.

Além disso, a Ascom criou grupos específicos no WhatsApp para cada tipo de mídia – rádio, TV e imprensa escrita. Todas as informações produzidas pela Assessoria de Comunicação serão encaminhadas no formato das respectivas mídias. Foi criado também um e-mail específico para esclarecer eventuais dúvidas sobre a totalização dos resultados: .

O CDE disponibilizará ainda sinal de link para todas as emissoras. Porém, ao contrário de outros anos e devido à pandemia, não haverá cabines especiais para as rádios. As empresas terão acesso ao térreo do Tribunal, para a montagem de seus equipamentos, a partir das 7h da próxima sexta-feira (13).

Telão das Eleições 

Ainda na linha da transparência, foi montado na área externa do Tribunal o Telão das Eleições, com 171 m², que transmitirá a marcha dos votos pelo país. Ele funcionará até o final do pleito (29 de novembro).

O telão tem o apoio da Frente Associativa da Magistratura e do Ministério Público (Frentas); Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp); Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR); Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT); Associação do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (AMPDFT); Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB); Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra); Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe); Associação Nacional do Ministério Público Militar (ANMPM); e Associação dos Magistrados do Distrito Federal (Amagis-DF).

Credenciamento

Na apresentação de hoje, foi enfatizada a importância das duas formas de credenciamento (virtual e presencial) de veículos de comunicação para o CDE. O formulário de inscrição para o CDE Virtual está no Portal do Tribunal, e o registro está aberto até o dia 29 de novembro. Para o CDE presencial, a inscrição termina na próxima segunda-feira (9). Há um número limitado de autorizações, para garantir um distanciamento maior entre as pessoas.

O credenciamento será feito por veículo de comunicação. Não serão credenciados jornalistas nem outros profissionais individualmente.

As credenciais fornecidas ao veículo deverão ser compartilhadas entre as equipes designadas para a cobertura das Eleições Municipais de 2020. Valerão tanto para o primeiro quanto para o segundo turno do pleito.

O uso da credencial é de responsabilidade do profissional cadastrado para a cobertura. O extravio do documento não dará direito ao veículo de imprensa de obter outra credencial.

Serão fornecidas três credenciais por emissora de TV, uma por emissora de rádio, duas por veículo de mídia digital, duas por agência de notícias e duas por mídia impressa.

As credenciais para o CDE 2020 Presencial poderão ser retiradas pelos veículos de imprensa nos dias 12 e 13 de novembro, na Ascom/TSE, mediante identificação do profissional pela área de Segurança do Tribunal.

Atenção às regras

Atenção: todas as regras de funcionamento do Centro de Divulgação das Eleições (CDE) 2020 estão disponíveis no endereço https://www.justicaeleitoral.jus.br/cde-2020/. Também podem ser obtidas diretamente na Ascom/TSE, pelos telefones (61) 3030-7080, 3030-7541 e 3030-7091, e pelo e-mail .

RH/LC, DM

Últimas notícias postadas

Recentes