TSE lança Plano Estratégico 2021-2026 contemplando valores como transparência, simplicidade e conectividade digital

Planejamento para os cinco anos visa consolidar o Tribunal como uma instituição garantidora da legitimidade do processo eleitoral e impulsionadora de inovação

Planejamento Estratégico

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lançou o seu Plano Estratégico 2021-2026 em um evento na última sexta-feira (22), que contou com a participação do vice-presidente da Corte Eleitoral, ministro Edson Fachin, e de diversas autoridades.

Aprovado pela Portaria TSE nº 497/2021, o Plano Estratégico contou, para a sua elaboração, com contribuições da sociedade civil, de instituições parceiras e de servidores da Justiça Eleitoral. Os públicos-alvo são as gestoras e os gestores, as servidoras e os servidores e as colaboradoras e os colaboradores do TSE e dos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs).

O evento de lançamento do documento foi aberto pelo ministro Edson Fachin, que destacou a missão do Plano Estratégico de promover a cidadania, bem como de garantir a legitimidade do processo eleitoral e a efetiva prestação jurisdicional, a fim de fortalecer a democracia. Segundo o vice-presidente do TSE, o Tribunal busca se consolidar como uma instituição transparente, garantidora da legitimidade do processo eleitoral e, ao mesmo tempo, impulsionadora de inovação na prestação de serviços às cidadãs e aos cidadãos, de forma segura, acessível e sustentável.

Fachin explicou que o Plano estabelece como valores do TSE a transparência, a simplicidade, a coerência, a preocupação com o bem-estar das pessoas, a melhoria contínua, as alianças institucionais estratégicas e a conectividade digital. “Esses valores traduzem perfeitamente o comprometimento, não apenas do Tribunal Superior Eleitoral, mas de toda a Justiça Eleitoral, com a intenção de construirmos um país melhor e uma sociedade plural, que estimula o debate e respeita o dissenso e o espaço para as opiniões diversas”, afirmou.

O diretor-geral do TSE, Rui Moreira, apontou a importância do Plano Estratégico para todo o Tribunal. Segundo ele, o documento define os três grandes eixos a serem seguidos pela instituição – a missão, a visão e os valores e objetivos estratégicos – e também as ações que o Tribunal realizará nesse ciclo de cinco anos. Além disso, o Plano alinha os objetivos e propósitos da Corte Eleitoral aos recursos que ela tem disponíveis.

O lançamento do Plano Estratégico 2021-2026 contou com palestras sobre os temas “Como transformar estratégia em excelência operacional”, “Governança e gestão”, “Orçamento e estratégia”, “Perspectivas e sociedade”, “Minorias no planejamento estratégico” e “Carteira de projetos, serviços digitais e inovação”.

RG/LC, DM

Últimas notícias postadas

Recentes